domingo, 20 de junho de 2010

José Cruz Herrera



José Cruz Herrera

1890-1972

O Pintor mais medalhado
e homenageado de Espanha



José Cruz Herrera nasceu a 1de Outubro de 1890, em La Linea de la Concepcion , Cádiz. Desde muito pequeno deu mostras de grandes dotes para a pintura, e começou a fazer cópias de grandes obras clássicas, sendo Velázquez um dos seus pintores favoritos.
Cruz Herrera começou os seus estudos em La Linea, e continuou-os em Sevilha, mas muito cedo esta cidade ficou pequena para as aspirações do jovem pintor e os seus sonhos apontaram para a capital de Espanha. Para poder ir para Madrid, Cruz Herrera escreve uma carta a Dom Fernando de Villar, director do Fénix Agrícola, que não conhecia, e este, impressionado com tal atitude, contrata-o com um salário de duas pesetas diárias, além de lhe facilitar a continuação dos estudos na Escola Superior de Belas Artes. Em 1914 obtém uma bolsa para prosseguir os estudos em Paris e Roma.
Sempre que voltava a La Linea, aproveitava para continuar com a sua obra pictórica, realzando a beleza da mulher andaluza.
Em 1921 expõe 40 quadros no Salão do Círculo de Belas Artes de Madrid, assistindo à inauguração a Infanta Isabel de Borbón e Borbón, (conhecida como a chata). La Linea oferece-lhe uma emocionante homenagem pelos seus triunfos.
Em 1922 viajou para a América do Sul, visitando Montevideo e Buenos Aires.
Em 1926 na Exposição Nacional obtém o primeiro lugar com a obra “A oferenda da colheita”. Cruz Herrera ofereceu este prémio, igualmente como os anteriores, ao povo de La Linea. A Prefeitura outorga-lhe o título de Filho Ilustre, “Preclaro” e Predilecto da Cidade, e cria um prémio anual com o seu nome.
Expõe na Bélgica, Milão e Roma.
Em 1929 viajou para Marrocos, onde permaneceu por vários anos instalado em Casablanca. Ao mudar-se para Marrocos inicia-se uma nova etapa para o pintor, com uma pincelada bem mais solta, chegando em algumas paisagens marroquinas a ser tipicamente impressionista, sendo os seus quadros galardoados em numerosas ocasiões.
Regressou a Espanha ao finalizar a Guerra Civil.
José Cruz Herrera morre a 11 de Agosto de 1972 em Casablanca (Marrocos).

Em 1974, a Prefeitura de La Linea concede-lhe a título póstumo, a Medalha de Ouro da cidade.
Desnudo Acostado
Óleo sobre tela, 60 x 48 cm

Mis Marroc
Óleo sobre tela, 81 x 65 cm

Por Alegrias
Óleo sobre tela, 80 x 64 cm

Fonte: Museu Cruz Herrera (onde pode ver biografia e obra)

Sem comentários:

Publicar um comentário