domingo, 15 de agosto de 2010

Menez

Maria Inês Carmona Ribeiro da Fonseca nasceu em 6 de Novembro de 1926 em Lisboa. Até aos 20 anos, conheceu Buenos Aires, Estocolmo, Paris, Suíça e Roma seguindo as colocações do padrasto, o diplomata Jorge Rodrigues dos Santos.
Em 1946, casou com Ruy Leitão, e mudou-se para Washington, onde residiu até 1949. Aí nasceu o seu primeiro filho, Ruy, também artista plástico.
Começou por ser totalmente autodidacta, até obter, posteriormente, formação em Paris e em Londres. O seu estilo situa-se no campo do abstracto, com algumas referências ao visível, mas foi caminhando lentamente dentro de um neo-impressionismo, na altura praticamente desconhecido em Portugal.
Os anos de 1976 e 1977 foram anos de luto para Menez, que perdeu sucessivamente os dois filhos mais velhos.
Em 1991 morre o seu terceiro filho. A saúde de Menez debilita-se progressivamente e surgem novas temáticas na obra da artista.
Embora se notabilizasse sobretudo na pintura, realizou também trabalhos em serigrafia, tapeçaria, cerâmica e gravura.
Foi galardoada com o 2.º lugar no Prémio de Pintura na II Exposição de Artes Plásticas da Fundação Calouste Gulbenkian em 1961, Prémio Pessoa em 1990 e Prémio de Azulejaria Jorge Colaço da Câmara Municipal de Lisboa (Painel de Azulejos da Faculdade de Psicologia de Lisboa), em 1991.
Faleceu a 11 de Abril de 1995.

Fonte: Infopédia (Enciclopédia e Dicionários Porto Editora)

Sem comentários:

Publicar um comentário