quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Sofonisba Anguissola

1532 – Nasce Sofonisba Anguissola em Cremona, Lombardia, Itália.


1546 – Estuda arte com Bernardino Campi.

1554 – Conhece Miguel Ângelo em Roma.

1559 – É nomeada pintora da corte por Filipe II de Espanha.

1570 – Casa com o nobre siciliano Don Fabrizio de Moncada, enviuvando em seguida.

1571 – Regressa a Cremona. Casa com o comandante de navio Orazio Lomellino e instala-se em Génova.

1625 – Morre em Palermo com 93 anos de idade.

Sofonisba Anguissola pertencia a uma família de sete irmãos – seis raparigas e um rapaz -, seu pai, um homem culto, mandou educar a família de acordo com os princípios humanistas do Renascimento. Daí que duas das suas filhas, Sofonisba e Elena, tenham estudado durante três anos com o famoso artista lombardo Bernardino Campi.
Graças às atitudes progressistas do pai de Anguissola e de Campi, tornou-se aceitável a Admissão de raparigas nos estúdios de pintores. Contudo, continuavam a não ser autorizadas a serem aprendizas na oficina e a trabalharem lado a lado com os homens. Esta circunstância limitava muito os temas que as mulheres podiam pintar – não podiam pintar pintar homens nus, por exemplo -, pelo que Anguissola encontrou o seu lugar na pintura de retratos.
Cedo chamou a atenção para a sua abordagem interactiva com um invulgar duplo retrato intitulado “Bernardino Campi Pintando Sofonisba Anguissola”
O talento de Anguissola tornou-a famosa em toda a Europa, pondo-a em contacto com Miguel Ângelo no início da carreira e com Van Dyck próximo do fim da vida.
Sofonisba Anguissola foi a primeira pintora a adquirir fama internacional de que se tem notícia. Notabilizou-se pela extensa série de retratos e auto-retratos que produziu.

Fontes: wikipedia
100 Grandes Artistas (livro do Círculo de Leitores)
Retrato de Filipe II de Espanha
por Sofonisba Anguissola

Bernardino Campi – Pintor Renascentista italiano (1522-1590

Fresco de Bernardino Campi

Sem comentários:

Publicar um comentário