quinta-feira, 13 de Maio de 2010

Quinta Feira de Espiga


A Quinta-feira da Ascensão é uma festa religiosa católica. Há locais onde é mesmo um dia feriado. Celebra a ascensão de Jesus ao Céu, depois de ter sido crucificado e de ter ressuscitado.
Este dia (a Ascensão) ocorre cerca de quarenta dias depois da Páscoa, e é sempre a uma quinta-feira.
E, também, sempre nessa data, celebra-se o Dia da Espiga ou Quinta-feira da Espiga.

Cada elemento simboliza um desejo:
A espiga simboliza o pão, isto é, que nunca falte comida, que haja abundância.
As folhas de oliveira simbolizam a paz e a luz divina (a pomba da paz traz no bico um ramo de oliveira e antigamente as pessoas usavam o azeite nas lamparinas para iluminar as casas
As Flores (malmequeres, papoilas, etc.) simbolizam a alegria o ouro a prata e o amor.

O ramo é guardado ao longo de um ano, até ao Dia de Espiga do ano seguinte, pendurado algures dentro de casa.
Acredita-se que este costume, que surge mais no centro e sul de Portugal, nasceu de um antigo ritual cristão, que era uma bênção aos primeiros frutos.
No entanto, por ter tanta ligação com a Natureza, pensa-se que vem muito mais atrás no tempo, talvez de antigas tradições pagãs associadas às festas da deusa Flora que aconteciam por esta altura e as quais se mantém ligada à tradição dos Maios e das Maias.

Sem comentários:

Enviar um comentário