sábado, 8 de maio de 2010

Rembrandt van Rijn







REMBRANDT VAN RIJN
1606 - 1669








A nítida empatia de Rembrandt van Rijn com a condição humana torna surpreendente o facto de este nunca ter viajado para fora da Holanda. Contudo, Lastman, o professor que mais o influenciou, esteve em Itália e observou a obra de Caravaggio. Lastman ensinou ao seu aluno a técnica do “chiaroscuro” (a criação de luz extrema e sombra) e Rembrandt rapidamente aprendeu a aplicá-la com uma perícia que poucos conseguiram igualar.
A vida pessoal do artista foi um catálogo de infortúnios. A sua primeira mulher, Saskia, e três dos seus filhos morreram prematuramente. Rembrandt, embora com êxito, não tinha cabeça para os negócios, possuindo gostos desastrosamente dispendiosos. Na sua falência, um inventário das suas obras de arte e antiguidades apresentava uma colecção que incluía Leonardo, Miguel Ângelo, Rafael, Holbein, Ticiano e Rubens; possuía também armazenadas, indumentárias exóticas, ornamentos e armaduras que utilizava como adereços nas suas pinturas.
Durante a sua longa carreira, Rembrandt dedicou-se ao desenho, gravura e pintura. Mais de duas mil das suas obras ainda existem actualmente e, embora talvez seja mais conhecido pelo retrato, especialmente o seu, os motivos vão de temas bíblicos e cenas do quotidiano, paisagens e nus. Em todos os géneros, reúne uma mistura de humores – presume-se que estudava a sua própria expressão no espelho – e um sentimento tão profundo que o tornam um dos mais estimados e apreciados entre todos os grandes artistas.
O Retrato da Jovem Saskia (1633)
Saskia poderá nunca ter usado este engraçado chapéu em público, pois Rembrandt pintava frequentemente o seu auto-retrato e sua família vestidos com indumentárias exóticas. O termo holandês “tronie” designa um tipo especial de imagem com o objectivo de ser uma personagem de estudo e não um retrato real.

Dados biográficos:
1606 – Nasce em Leiden, filho de um moleiro.
1624 – Estuda em Amesterdão sob a orientação de Lastman.
1625 – Abre um estúdio em Leiden.
1631 – Muda-se para Amesterdão, torna-se um retratista famoso. Inicia-se na gravura.
1634 – Casa-se com Saskia von Uylenburgh.
1635-1641 – Saskia dá à luz quatro crianças, só um filho, Titus, sobrevive.
1642 – Saskia morre. Pinta a Ronda da Noite.
1647 – Contrata Hendrickje Stoffels como governanta, mais tarde modelo e companheira.
1654 – Nasce Cornelia, filha de Rembrandt e Hendrickje. Pinta O Banho de Hendrickje.
1656 – Falência. Pinta A Leitura de Titus.
1663 – Morte de Hendrickje.
1668 – Morte de Titus.
1669 – Morte de Rembrandt em Amesterdão.

A lição de Anatomia
Óleo sobre tela 169,5 x 216,5 cm

A Ronda da Noite (1642)
Óleo sobre tela 363 x 437 cm
Rijksmuseum, Amesterdão

Fonte: 100 Grandes Artistas - Círculo de Leitores

Este quadro, talvez o mais conhecido de Rembrandt já foi inspiração para um livro de Agustina Bessa Luís com o mesmo título.

Sinopse do livro de Agustina Bessa Luís a" Ronda da Noite".
“Há muitas gerações que os Nabasco vivem sob a presença discreta e a posse de um quadro de grandes dimensões, uma cópia da famosa obra de Rembrandt, Ronda da Noite.
A sua interpretação está ainda hoje sujeita a controvérsia e a inúmeras vicissitudes, tal como sucedeu no seio dos Nabascos, com as hesitações de aquele seu quadro ter sido pintado também pelo próprio Rembrandt.
Agustina desfia ficcionalmente a história da família, os seus amores e dramas, as suas vivências, a par com a presença indelével das figuras pintadas na Ronda da Noite. O último dos Nabasco vive e morre obcecado com uma interpretação impossível para ele de realizar.”

e o filme de Peter Greenaway, também com o mesmo nome

Sem comentários:

Publicar um comentário