segunda-feira, 5 de julho de 2010

Vincent Van Gogh





Van Gogh



30-03-1853

29-07-1890







Vincent Van Gogh era filho de um pastor protestante holandês, Theodorus van Gogh. Nasceu a 30 de Março de 1853 em Zundert, uma aldeia no Sul dos Países Baixos (Holanda). A Arte fez parte da sua educação, pois vários dos seus tios eram comerciantes de arte.

Vincent Van Gogh, 1866

A arte e a religião constituíram assim algumas das suas primeiras experiências de vida, à medida que crescia na casa de família juntamente com as suas três irmãs e dois irmãos.
Vincent tentou vários ofícios antes de se dedicar à pintura, trabalhou no negócio da família no comércio de arte; virou-se para a religião e pregou o evangelho; inscreveu-se na Academia de Belas Artes.
Em 1857, nasce Theo, irmão de Vincent. Theo foi um negociante de arte em Paris, que nunca abandonou Vincent, era muito dedicado ao irmão, enviava-lhe regularmente dinheiro do seu próprio bolso para que ele pudesse pintar, baptizou o seu filho com o nome de Vincent Willem. Quando Vincent morre a 29 de Julho de 1890, Theo fica destroçado e apenas lhe sobreviveu 6 meses, morrendo a 25 de Janeiro de 1891.
Em 1869, Vincent torna-se aprendiz dos comerciantes de arte de Paris, Goupil & Cie.
Em 1873, Vincent é transferido para a delegação de Londres da Goupil & Cie., onde se apaixona pela filha da sua senhoria, Eugene Loyer, mas é rejeitado por ela.
Em 1876, Vincent é despedido da Goupil & Cie. E viaja para Ramsgate, em Inglaterra, onde conseguiu um emprego como professor assistente. A escola muda-se para Londres e Vincent começa a pregar na igreja Metodista de Richmond.
Em 1880, Vincent vai para Bruxelas e inscreve-se na Academia de Belas-Artes onde não permanece. Nesse mesmo ano, com vinte e sete anos de idade, Vincent sofre uma grande depressão. Tinha falhado nas galerias de arte da família, tinha falhado como professor, tinha falhado no amor e tinha ainda visto falhada a sua aspiração de pregar o Evangelho. Vincent decidiu então tornar-se artista.
Em Abril de 1881, regressa a casa dos pais em Etten onde se apaixona pela sua prima Kee Vos e é também rejeitado por ela. Em Novembro desse mesmo ano muda-se para Haia e começa a ter lições de pintura. Apaixona-se por uma prostituta alcoólica chamada Sian Hoornick e passa a viver com ela e sua filha até 1883.
Em 1884, Vincent tem uma relação com Margot Begerman, uma vizinha, que termina com a tentativa de suicídio da parte dela.

Em 1885, o pai de Vincent morre. Pinta “os Comedores de Batatas. Muda-se para Antuérpia, onde se inscreve na Academia de Belas Artes, mas os professores rejeitam o seu trabalho.
Em 1886 vai viver com seu irmão Theo em Paris. Theo inicia-o no mundo de Monet, Renoir e outros Impressionistas. Gauguin torna-se um bom amigo.
Em Fevereiro de 1888, Vincent muda-se para Arles, no Sul de França, e sonha construir uma colónia de artistas. Em Setembro é visto a pintar à noite, na cidade, com velas presas ao chapéu. Em Outubro Gauguin junta-se a Vincent em Arles. A 23 de Dezembro Gaiguin decide deixar Arles. Vincent ameaça-o com uma navalha. Gauguin parte. Vincent corta o lóbulo da orelha com uma navalha. (Uma nova teoria, sustenta, que afinal Van Gogh não cortou a própria orelha, terá sido Gauguin, também mestre na arte da esgrima, que no calor de uma discussão por causa de uma mulher o mutilou com um golpe de espada, provavelmente, por acidente)
Em Fevereiro de 1889, Vincent é levado para o hospital sofrendo de alucinações. Pinta o seu retrato com a orelha ligada.
Em Maio de 1889, Vincent entre voluntariamente num hospício para doentes mentais em Saint-Remy. Em Julho, tem outro ataque enquanto pintava no exterior e perde a memória em resultado da inconsciência. Em Setembro, quadros seus são exibidos no Salão dos Independentes, em Paris. Em Dezembro, sofre mais ataques e tenta envenenar-se engolindo tinta.
Em Janeiro de 1890, alguns dos seus quadros são expostos no Grupo dos Vinte, em Bruxelas. “O Vinhedo Vermelho”, o primeiro e único quadro vendido durante a sua vida, foi comprado por 400 francos. Em Março, são expostos dez quadros no Salão dos Independentes. Monet considera os quadros de Vincent os melhores da exposição. Em Maio, muda-se para Auvers-sur-Oise, para estar perto do Dr. Gachet. Pinta 80 quadros. A sua relação amorosa com a pintura era tão intensa e dolorosa, como antes tinham sido as suas paixões pela igreja e as suas relações doentias pelas mulheres. A 27 de Julho, sai para um passeio nocturno e dispara sobre si próprio no peito. Regressa ao seu quarto no Café Ravoux onde o Dr. Gachet lhe coloca ligaduras e o põe na cama. Passa todo o dia seguinte na cama fumando o seu cachimbo. Theo chega para o confortar. Na noite de 29 de Julho, Vincent morre e é sepultado no dia seguinte.

Campo de trigo com corvos

Dr. Gachet, 1890, foi um grande amigo de Vincent

"Pai" Tanguy, 1887
Vincent comprava as suas tintas na loja de Julien Tanguy, em Paris.
Tanguy, um idealista e antigo "Communard", achava que os artistas mereciam ser apoiados.

Quatro Girassóis

No Verão de 1887, Vincent pintou os seus primeiros girassóis.
Os girassóis permaneceram um tema favorito e pintou-os muitas vezes.

Três pares de botas

Rosas brancas, 1890

As Oliveiras

Lírios

Vincent Van Gogh, desde que decidiu ser artista, com 27 anos, até à sua morte com 37 anos,
pintou cerca de 900 quadros e 1100 desenhos.


Fonte: Grandes Artistas, Vincent, Arte e Emoção (Texto Editora)

1 comentário:

  1. Parabéns pelo Blog. A arte embeleza o nosso dia a dia.
    A Professora Tia Lilian

    ResponderEliminar